Traduzir

Pesquisar

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Uma questão de ética, caráter e moral. Quando o prejuízo moral é maior que o prejuízo financeiro!

Riselda Morais

Saqueadores de lojas durante greve da PM em Espírito Santo
      O país acompanhou assustado os recentes acontecimentos no estado do Espírito Santo quando uma manifestação aparentemente pacífica transformou-se em tumulto, saques, vandalismo e quebra-quebra, trazendo à tona um desejo latente de banditismo, corrupção e impunidade. Em apenas dez dias de greve da Polícia Militar e de parte da Polícia Civil, o prédio dos dois poderes foi apedrejado, atearam fogo no Tribunal de Justiça e em ônibus, saquearam comércios, supermercados, lojas, bancos, escolas, mataram 143 pessoas e deixaram parte da população presa em seus lares, impedidos de trabalhar, estudar, passear, enfim, sem o livre direito de ir e vir.
Algumas pessoas que saquearam lojas e levaram produtos para casa, ao ver suas imagens na internet e nos telejornais decidiram ir a delegacia e devolver o produto. Aí fica a pergunta: E se ninguém tivesse filmado tudo bem? Seria correto ficar com o produto do saqueamento?
É lamentável que o caos ético e moral, que a falta de caráter se revele por causa de uma greve da polícia. Então o cidadão só é honesto porque a polícia é seu instrumento de controle? É a polícia a sua regra de conduta? É a polícia que te impede de cometer crimes e não sua conduta moral?
 É assustador como ao pensar-se que todos os crimes ficariam impunes muitas pessoas se dispuseram a roubar, depredar, matar, formando uma sociedade de bandidos soltos em uma cidade presa. Em apenas dez dias o número de homicídios teve um crescimento de 300%, mais de  200 lojas foram saqueadas causando um prejuízo de mais de 30 milhões em roubos e levando a cidade a ter um prejuízo de mais de 300 milhões nos dias que o comércio ficou fechado. Mas o maior prejuízo não foi o financeiro, mas sim o prejuízo ético, moral, de caráter, este sim, foi imensurável.
Como a qualidade inerente ao indivíduo, a sua forma de agir, a sua índole, a sua livre vontade, o seu caráter pode estar associado a uma câmera filmando ou ao poder de polícia?
A honestidade, assim como o bom caráter, a ética e a moral são princípios fundamentais para se viver em sociedade, independentemente do nível de educação ou da classe social. Por isto, deve ser inerente ao cidadão não roubar e não cometer crimes mesmo que só ele saiba. Porque cabe a cada um ter o seu conjunto de valores, o discernimento do certo e do errado; do  que ele pode ou não pode fazer; do que deve ou não deve fazer. 
É o conjunto das qualidades ou dos defeitos de um indivíduo que determinam a sua boa ou má conduta. O seu bom ou mau caráter. A sua boa ou má índole. 
   A coerência de suas ações são determinadas pela firmeza de seus valores. E apesar de ter citado o caos que se instalou em Espírito Santo como exemplo, o alerta é para todo o Brasil e para todos os indivíduos. Observemos em nosso dia a dia se só respeitamos o semáforo ou o limite de velocidade quando tem radar por perto ou se o faremos como um hábito. Se temos o desejo de justiça social, o equilíbrio entre as pessoas ou se na primeira oportunidade estamos ofendendo, agredindo, falando mal pelas costas, prejudicando alguém.  Observemos se em tudo culpamos os políticos e se na primeira oportunidade nos aproveitamos de alguma situação. Se culpamos o prefeito pelo alagamento na rua mas jogamos lixo pela janela do carro ou na margem dos córregos, nas calçadas. 
   Observemo-nos diariamente, pois são os nossos atos, o nosso modo de ser que reflete o nosso caráter.
Um indivíduo honesto não vai mentir, roubar, enganar, fraudar e nem matar porque sua formação moral é sólida e incontestável, esteja ela sozinha ou na multidão, no anonimato ou diante das câmeras, protegida pelo poder de segurança pública ou não. Porque sua vida é regida pelas regras morais existentes, é transparente e exige transparência dos outros. 
   Enquanto o indivíduo desonesto é percebido até no trânsito, sempre dando uma de espertinho, passando pela direita, parando em fila dupla, furando o farol vermelho, jogando lixo pela janela do carro, cheio de malandragem, agindo com desrespeito e preconceito com o próximo, porque não possui firmeza de princípios ou moral. 
  O valor moral é também o respeito a vida do próprio indivíduo e a vida do seu próximo. Está nas mãos da sociedade melhorar o valor moral, a educação, a política pública, a violência, emprego. 
A construção de ideais de ética e moral é passado de geração para geração, de pais para filhos e quando uma dessas gerações falha, transmite a inversão de valores que serão repassados até que um indivíduo perceba e faça a correção. Mas temos percebido  que a inversão de valores tem se proliferado na sociedade atual e a distinção entre o certo e o errado está cada vez mais rara. Muitas pessoas estão esquecendo o bom censo, estão sendo vencidas pelo egoísmo e, ao invés de somar um ao outro, estão trocando o “ser” pelo “ter” e pior, a qualquer custo, sem escrúpulos. Diante das pequenas adversidades, dezenas de indivíduos passam a agir da forma mais primitiva, criminosa e repugnante comportando-se como se fosse uma vantagem ou estivessem fazendo bonito. Quando na verdade é assustador e vergonhoso quando as pessoas passam a agir de forma violenta, cruel, desumana, sem valor moral e sem ética.  Respeitemos ao próximo, sejamos honestos, corajosos, defendamos  a vida, vivemos em sociedade e nossos atos refletem em todos a nossa volta.

Carnaval - poetisa Riselda Morais



Quando o grito do intérprete 
na avenida ecoar, 
soar a bateria, o batuque estrondar 
Entre nessa folia e comece a sambar

Ponha-se a sambar e cantar
Que a escola vai entrar
libere sua energia
O carnaval está no ar

Deixa rolar a emoção
deixa o coração falar
que entre a comissão
de frente a se apresentar

Que se levante o povão
e dance até o sol raiar
carnaval é diversão
não dá para contrariar

Com muito samba no pé
a passista vai passar
Mestre sala e porta-bandeira
É para se ver e admirar

Com as mais lindas fantasias
no sambódromo a desfilar
repletos em alegrias
os sambistas vão estar

Ao passar a bateria
Componentes vão recuar
Os carros, a alegoria
Idéias estão a mostrar

Alas em todas as cores 
cores vivas a brilhar
noite de muitos amores
e caminhos a trilhar

Milhares de componentes
com um sonho a realizar
muita garra e muita fé
para o título conquistar

Se o desfile da escola
no tempo certo acabar
é motivo de alegria
justo seja quem julgar!

Crise econômica pode levar 3,6 milhões de brasileiros da zona urbana à extrema pobreza, estima o Banco Mundial

Riselda Morais

Milhares de pessoas moram nas margens dos córregos na capital paulista

          Segundo estudo realizado pelo Banco Mundial sobre o impacto de recessão sobre o nível de renda do brasileiro, até o final deste ano, cerca de 3,6 milhões de brasileiros da área urbana poderão passar a viver abaixo da linha de pobreza.
O estudo considerou abaixo da linha de pobreza pessoas que vivem com menos de R$ 140,00 por mês e estimou uma queda de 1% na economia entre o último semestre de 2016 e o  primeiro semestre de 2017. Em um cenário mais otimista, considerando que a economia encolha 0,5% nestes dois semestres, o número de pessoas que serão jogados de volta a extrema pobreza será de 2,5 milhões de pessoas.
Segundo o estudo do Banco Mundial o aumento da pobreza na zona rural será menor do que nas áreas urbanas, devido ao fato que as taxas de vulnerabilidade no campo já são elevadas.
Bolsa Família
Para o Banco Mundial o Programa Bolsa Família poderá fazer frente a crise e recomenda sua expansão.
Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário atualmente o Bolsa Família tem 13,8 milhões de famílias cadastradas, o equivalente a quase 50 milhões de pessoas que recebem um valor médio de R$ 176 por mês.
No cenário mais otimista da projeção do Banco Mundial para os novos pobres, 810 mil famílias passariam a depender do benefício e no cenário mais pessimista 1,6 milhões de brasileiros passariam a depender do programa de combate a fome e a pobreza do Governo Federal. “A profundidade e duração da atual crise econômica no Brasil cria uma oportunidade para expandir o papel do Bolsa Família, que passará de um programa redistributivo eficaz para um verdadeiro programa de rede de proteção flexível o suficiente para expandir a cobertura aos domicílios de ‘novos pobres’ gerados pela crise”, diz o estudo.
Segundo as recomendações do Banco Mundial, o programa Bolsa Família que é citado como “uma das maiores redes de proteção social do mundo criado pelo Brasil” precisará crescer até o final deste ano de 4,73% a 6,9% acima da inflação para conseguir combater o aumento da extrema pobreza. Em termos nominais, neste cenário de encolhimento da economia de 0,5% e 1%,  o orçamento do programa precisará subir de R$ 26,4 bilhões para R$ 30,41 bilhões e no caso de um novo encolhimento econômico precisaria passar para R$ 31,04 bilhões.
O estudo destaca “O ajuste fiscal que vem sendo implementado no Brasil pode ser alcançado praticamente sem onerar ou onerando muito pouco a população pobre”, destacou o Banco Mundial. “A despeito das limitações no espaço fiscal a médio prazo, existe uma grande margem para ampliar o orçamento para os elementos mais progressivos da política social, remanejando verbas de programas de benefícios e melhorando a eficiência do gasto público.

O Banco Mundial observa que desde 2015, o nível de redução da pobreza e da desigualdade social estagnou e cita o período em que o Brasil viveu progresso econômico e social. “Entre 2003 e 2014, o Brasil viveu uma fase de progresso econômico e social em que mais de 29 milhões de pessoas saíram da pobreza e a desigualdade diminuiu expressivamente (o coeficiente de Gini, medida de desigualdade de distribuição de renda, caiu 6,6% no mesmo período, de 58,1 para 51,5). O nível de renda dos 40% mais pobres da população aumentou, em média, 7,1% (em termos reais) entre 2003 e 2014, em comparação ao crescimento de renda de 4,4% observado na população geral. No entanto, desde 2015 o ritmo de redução da pobreza e da desigualdade parece ter estagnado”, diz o Banco Mundial.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Clube Vila Manchester recebe 5ª edição do movimento “Calçada Nova - Mutirão Mario Covas”

Prefeito João Dória participa dos trabalhos e se emociona com roda de capoeira adaptada

Riselda Morais


Calçada Nova - Mutirão Mário Covas no Clube Manchester

Prefeito João Dória cimenta parte da calçada

         O prefeito João Doria participou na manhã do domingo (05/02) dos serviços de reforma de cerca de 100 metros da calçada do Clube Municipal Vicente Ítalo Feola na Vila Manchester.
       Doria participou dos trabalhos, cimentando e finalizando um trecho da reforma da calçada, retirou entulho e plantou uma muda de pau brasil. “É fazendo assim que a gente vai melhorar a cidade, não só nas calçadas, mas nos parques plantando árvores, resgatando, melhorando e ampliando a atividade esportiva, fico muito feliz de estar podendo fazer isso ao lado de secretários, vereadores, do prefeito regional e daqueles que representam a comunidade, associações e instituições.
          Segundo o Prefeito Regional Aricanduva/Carrão Luiz Carlos Frigerio  outras ações de zeladoria e limpeza, corte do mato e podas de árvores estão sendo realizadas simultaneamente e  a calçada do clube está sendo regularizada eliminando desníveis e rachaduras que foram provocadas pelas raízes das árvores que, sem espaço levantaram a calçada, com a reforma o canteiro foi ampliado para dar mais espaço para que elas cresçam. “Hoje está sendo feita a calçada aqui, porque ela está muito irregular, por causa das raizes das árvores que levantaram o piso, nas outras partes a calçada está boa, nesse trecho estamos regularizando porque aqui passa muita gente, idosos, crianças e pessoas com deficiência”, esclareceu Frigerio. 

       Durante a ação moradores da região reivindicaram o Hospital de Vila Carrão.  “O hospital de Vila Carrão é compromisso nosso, amanhã terei uma reunião com o Secretário da Saúde Wilson Pollara com a determinação, para que ele avalie a conclusão do hospital, nossa intenção é na nossa gestão estar com o hospital concluído e operando”, afirmou Doria.
No clube, Doria acompanhou atividades como partidas de gatebol, basquete, boxe e muai thai, mas foi durante uma roda de capoeira adaptada, com crianças com deficiência atendidas pelo professor voluntário Wellington Aveso que o prefeito mostrou-se emocionado. 




“Eu estou gostando de ver o trabalho que vocês estão fazendo” disse João e observou “um trabalho voluntário, de capoeira, um ritmo afro-brasileiro e ver a alegria dessas crianças e adolescentes”.  Doria lembrou o esforço dos voluntários e dos pais para proporcionarem estes momentos de alegria as crianças especiais com amor :“Parabenizo pelos gestos, atitudes e solidariedade, eu fiquei emocionado, nós temos que incentivar mais, apoiar mais. O amor é sempre a melhor energia, valeu meu dia nesses 20 minutos aqui com vocês”, declarou Doria.
O objetivo do programa “Calçada 
Nova - Mutirão Mário Covas” é promover a população, a recuperação das calçadas e a ampliação da acessibilidade na cidade de São Paulo.

Participaram da ação o Prefeito João Doria; o vice-prefeito Bruno Covas, o Secretário de Esportes e Lazer, Jorge Damião; Prefeito Regional Anricanduva/Carrão Luiz Carlos Frigerio; o Chefe de gabinete Lucas Tavares; a Deputada Federal Keiko Ota; o Vereador Masataka Ota; o Vereador Gilson Barreto e líderes comunitário.

Brasil fechou 2016 com queda na telefonia fixa e móvel

Riselda Morais

      O Brasil fechou o ano de 2016 com queda de mais de 13 milhões de linhas de telefonia móvel e com 173 mil linhas de telefone fixo canceladas.
Na telefonia móvel o ano terminou com 244.066.759 de linhas móveis em operação, queda de 5,33% se comparado a 2015 e redução de 13.747.515 de linhas.
     Já a telefonia fixa teve uma redução de 173.777, o país encerrou o ano com 42.006.021 linhas de telefone fixo. 
     Quando comparado a 2015, a redução foi de 1.831.933 linhas ou queda de 4,18%.
Na telefonia móvel os grupos que apresentaram decréscimo nos últimos doze meses foi Oi (12,32%), América Móvil - Claro S.A (8,8%) e Telecom Italia - Tim (4,25%).
Três grupos de telefonia fixa apresentaram crescimento no número de linhas ativas. 
     A CTBC teve um aumento de 28.283 (2,98%);  a BT teve um incremento de 240 (5,58%);  e a Sercomtel teve um acréscimo de 19.270 (7,95%). 
Já as concessionárias – Oi, Telefonica, Embratel, Algar e Sercomtel - fecharam novembro de 2016 com 24.873.286 de linhas (59,21%). E as autorizadas, operavam 17.132.735 de linhas (40,79%).
Dos serviços de telecomunicações a Banda larga fixa foi o único serviço que apresentou crescimento no Brasil no ano passado, segundo informações da Anatel, os 1.104.483 novos contratos representaram um crescimento de 4,33% no serviço de transmissão de dados. Os estados do Amapá, Maranhão e Rondônia apresentaram crescimento acima de 10%. No entanto, de novembro de 2016 a dezembro de 2016, o serviço apresentou queda de 0,58% no número de contratos no país.  
A Tim (Telecom Italia) liderou a ampliação na base de assinantes ano passado com 29,04%, seguida pela Sky com 17,46% e a prestadora Cabo com 14,38% de crescimento. 
Destaque para os pequenos grupos que, com menos de 50 mil contratos, apresentaram crescimento de 18,05% de assinantes. De novembro a dezembro de 2016, as prestadoras Tim, Cabo e Algar registraram o maior crescimento no número relativo de usuários.  
A tecnologia DSL, que utiliza a estrutura da telefonia convencional para o transporte de dados, continuou sendo a mais usada pelos brasileiros com 13,38 milhões de usuários, seguida pelo cabo com 8,58 milhões e a fibra ótica com 1,73 milhão. 

Durante o ano passado, a fibra registrou o principal crescimento, 33,61% da base de usuários.  De novembro para dezembro também manteve a liderança com adição de 2,01%.

São Paulo é a primeira cidade onde os Correios vão operar na área de telefonia móvel

Riselda Morais

   O projeto piloto Correios Celular será lançado em fevereiro em São Paulo e depois será implantado no Distrito Federal e em Belo Horizonte mas a meta da empresa é operar em todos os estados brasileiros até o final deste ano.
Os correios vão oferecer a princípio serviços simples  como planos pré-pagos com pacotes baratos, chips e recargas, mas estuda a viabilidade da oferta de planos pós-pagos a partir do próximo ano.
O projeto Correios Celular é resultado de parceria  com a EUTV, prestadora de Serviço Móvel Pessoal (SMP) que será responsável pela infraestrutura de suporte às telecomunicações.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Presente de Natal - Riselda Morais

Quero neste Natal
te ver mais do que contente
por isto te ofereço
um presente diferente

Ele vale mais que ouro
vale mais do que dinheiro
será seu maior tesouro
é presente verdadeiro

Há muito está guardado
agora vou entregar
que seja de seu agrado
mesmo sem poder tocar

Do silencio do coração
embrulhado em vermelho
sai em forma de canção
para ser o seu espelho

Primeiro receba a saúde
junto com a prosperidade
agora entrego o amor
junto com a felicidade

Também aceite o carinho
junto com a amizade
para nunca estar sozinho
pois dura uma eternidade

E junto com a esperança
uma nova realidade
é o tempo de bonança
porém com simplicidade

Também está a confiança
para toda e qualquer idade
formando uma aliança
entre ética e moralidade

Eis que chega o sucesso
junto com a liberdade
aproveito e me despeço
sem te deixar a saudade

Agora te dou a paz
disfarçada de abraço
pois a vida é capaz
de fazer da calma traço

Hoje a vida traz a luz
de um poder infinito
daquele que nos conduz
para um mundo mais bonito!

Meu Natal - Riselda Morais

Penso o Natal,
lembro com amor
nesta alegria
não cabe dor

Um clima especial
é luz refletida
é a árvore de Natal
é emoção sentida

Eis o presépio
magos e animais
a manjedoura
o menino e os pais

Penso a festa
como a farei
uma bela ceia
a todos servirei

Boa oportunidade
para reunir a família
para ouvir o sino
e da missa a homilia

Ceia de natal
tradição saborosa
poder compartilhar
essa refeição gostosa

Uma roupa engraçada
branca e vermelha
cinto preto e bota
da luz a centelha

Com barba branca
um bom velhinho
chega o Noel
tocando o sininho

Alegre a brindar
trocar os presentes
deixar as crianças
todas contentes

Podemos brincar
comer e beber
mas não podemos
Jesus esquecer

É seu aniversário
é seu nascimento
não deixo a luz
cair no esquecimento

Falo com Jesus
quero agradecer
e com muita fé
uma prece fazer

Muito obrigada
meu Jesus, meu amigo
onde quer que eu vá
quero ir contigo!

Vendas de final de ano devem ter queda de 6% no comercio paulista

Riselda Morais



     Segundo estimativa da Associação Comercial de São Paulo com base no desempenho do comercio da capital paulista durante este ano de 2016, as vendas de final de ano devem sofrer uma queda de 5% a 6% em comparação a dezembro de 2015, periodo que registrou uma retração de 14,5% em relação a 2014.
Nem mesmo os comerciantes das regiões de comércio popular como o Brás e a Rua Vinte e cinco de março estão otimistas para as vendas deste final de ano.

Estima-se que com a crise, o  desemprego que  tem crescido significativamente e o endividamento alto, os  consumidores fiquem mais inibidos e comprem menos neste mes de dezembro, afetando principalmente o comércio da capital paulista, região que tem maior participação industrial e onde paga-se melhor, em comparação a outras regiões do país.

Taxa média de cheque especial se manteve em alta em 2016

Maior taxa média foi praticada pelo Banco Santander

Riselda Morais



Segundo dados de pesquisa realizada pelo Procon-SP com o Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander até outubro deste ano, a taxa média do cheque especial iniciou 2016 com 12,52% a.m. e finalizou com 13,60% ao mês, registrando variação positiva de 8,63%, inferior ao ano anterior, que foi de 21,02%. 
Segundo o levantamento, o banco Santander praticou a maior taxa média anual com 15,31% a.m. e o banco Safra praticou a menor taxa, 12,25% a.m., uma variação de 24,98%.
A taxa média anual das sete instituições foi de 13,31% ao mês, acréscimo de 1,93 pontos percentuais em relação à taxa média do ano anterior, que era de 11,38% ao mês.
O Procon-SP recomenda que o consumidor pesquise as diversas modalidades de crédito oferecidas pelas instituições financeiras para não comprometer seu salário.

Crise tira vaga temporária até do Papai Noel

Riselda Morais


      Em função do nível de desemprego elevado e do baixo volume do 13º salário, o Natal deste ano deve ter vendas fracas, divulgou a Fecomercio-SP na terça-feira (06).  
Ao contrário das estimativas do Fecomercio -SP divulgadas no mês de outubro, que pretendia atingir a marca de 20 mil vagas temporárias  neste final de ano, superando as 15 mil vagas temporárias de 2015, o comércio paulista abriu menos vagas e o comercio paulista deve encerrar o ano de 2016 estagnado.
 As contratações temporárias deste final de ano na capital paulista tiveram uma queda de 7%, comparado ao mesmo período do ano passado, segundo os comerciantes. 
     A crise atingiu também o bom velhinho, o Papai Noel foi excluído de festas de confraternizações de empresas, de lojas e até de shoppings. 
Por causa de crise, até mesmo a festa de confraternização de algumas empresas foram cortadas neste final de ano. 
Shoppings que costumavam contratar dois Papais Noeis por um período de 45 dias, neste ano contrataram apenas um, por período inferior. 
E a  concorrência entre os candidatos a ser o bom velhinho também aumentou, chegando a 14 candidatos a Papai Noel em um determinado shopping para duas vagas.
“As dificuldades ainda permanecem. Temos um nível de desemprego muito elevado e o 13º salário a ser injetado nesse ano será inferior ao do ano passado em termos reais por conta da queda na massa de rendimentos e no número de empregados, que não permite que haja uma expansão de vendas no Natal, mas também não devemos apresentar nenhuma queda”, disse Altamiro Carvalho, da assessoria econômica da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

O economista avalia que o ano de 2017 ainda será difícil para o comércio no Estado de São Paulo em função da recessão econômica. A perspectiva de resultados positivos deve ser postergada para 2018.

Chegaram as férias: Veja dicas práticas para organizar a mala com mais rapidez e aproveitando bem os espaços

Riselda Morais



Depois de um ano de trabalho, finalmente o merecido descanso... férias. E quando pensamos em férias entramos em clima de festas e de viagem para recarregar as energias e relaxar. 
Mas antes de relaxar, entramos no processo de arrumar a bagagem e logo pensamos, que mala vamos levar e qual a melhor forma de organizar.
Veja dicas preciosas de como arrumar a mala de forma prática e aproveitando ao máximo os espaços.
1 - Escolha o tipo de mala adequada para o tipo de viagem que vai fazer e o tempo que vai ficar.
2 - Planeje antes de selecionar as peças: 
- Qual o tipo de viagem: trabalho ou passeio? 
- Qual a previsão do tempo? - Quanto tempo vai ficar? 
- Vai a alguma festa ou evento formal? Assim poderá escolher a quantidade e o tipo de peças certas.
3- Separe tudo que deseja levar e coloque em cima da cama, faça um chek list para não esquecer nada.
4- Da bagagem de mão, passaporte se for para o exterior, passagens, RG, cartões, guias de viagem, celular, tablet, câmera fotográfica etc. 
-  Na mala que vai despachar, faça um checklist base: Calcinhas, sutiãs, meias, biquínis, pijama, bolsa, chinelos, rasteirinhas, tênis, botas, luvas, gorro, chapéu, lenço, calças, shorts, vestidos, casaco, malha de lã, camiseta de manga longa, camiseta de manga curta, saída de praia, toalha de praia e acessórios.
5 - Separe peças-chave de acordo com cada estação, dê preferência a cores neutras e tecidos que não amassem.
6 -Para as viagens de inverno, escolha um bom casaco, dê preferência a cores sóbrias para que possa fazer diversas combinações ao longo da viagem.
7-Nas férias de verão, a peça-chave é a roupa de banho. Coloque biquinis e um maiô na bagagem, para que possa ser usado como body e saídas de banho para fazer amarrações.
8 - Dois sapatos são ideais, um para o dia a dia, como rasteirinhas que vão da praia ao barzinho, e um sapato mais para noite de festa, como sandálias de plataforma. Se for inverno uma bota confortável já é o suficiente. Mas se preferir, coloque na mala uma bota de cano baixo e outra de cano alto. Coloque os calçados dentro de saquinhos para não sujar as roupas. Para ganhar espaço coloque meias dentro deles.
9 -Para facilitar organizar a na mala e a localização dos itens, utilize necessaires e organizadores transparentes, que facilitam a visualização.
10 - Faça rolinhos com bermudas e camisetas, dessa forma elas não amassam.
11 - Coloque as roupas sujas em sacos no fundo da mala.
12 - Coloque shampoo, condicionador, perfumes, líquidos, dentro de saquinhos para não ter surpresas desagradáveis. Leve só o necessário para os dias que estará viajando, existem kits em miniatura, se viaja com frequencia, pode deixar uma necessaire ou frasqueira sempre pronta.
13 - Coloque cintos abertos na lateral da mala.
14 - Calcinhas dentro dos sutiãs, assim ganha espaço e evita que eles percam a forma.
15 - Deixe sempre um espaço na mala para as lembrançinhas.
16 - Se vai com a intenção de fazer umas comprinhas, leve na mala, uma outra mala, ou uma mala dobrável, uma bolsa vazia. 
17- Esta é muito importante. Se vai viajar de avião ou ônibus, sempre coloque uma muda de roupa em sua bagagem de mão. Se for com outra pessoa, coloque algumas peças de roupa sua na mala dela, porque se sua bagagem extraviar você pode dispor de algumas peças até sua bagagem ser localizada.

Boa viagem, divirta-se.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

ANAC aprova resolução que define novos direitos e deveres dos passageiros de transporte aéreo

Entre as regras que passam a valer a partir de 14/03/2017, está a que permite cobrança por  despacho de bagagem

Riselda Morais



A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) aprovou nesta terça-feira (13/12), a Resolução nº 400/2016, que define novos direitos e deveres dos passageiros de transporte aéreo no Brasil
As novas regras passarão a valer para passagens compradas a partir de 14  de março de 2017.
Para as passagens compradas antes de 14 de março de 2017, mesmo que o vôo seja realizado depois desta data, valerá as regras em vigor na data da compra da passagem aérea.
Segundo a ANAC, as novas regras irão ampliar o acesso ao transporte aéreo e diversificar os serviços oferecidos ao consumidor, gerando incentivos para maior concorrência e menores preços.
As novas regras trazem informações sobre os documentos exigidos para embarque e inovações ao consumidor: direito de desistência da compra da passagem sem ônus em até 24h após a compra, redução do prazo de reembolso, aumento da franquia de bagagem de mão de 5kg (no máximo) para 10kg (no mínimo), correção gratuita do nome do passageiro no bilhete, garantia da passagem de volta no caso de cancelamento no voo da ida (com aviso prévio, para voos domésticos), possibilidade de escolher franquias diferenciadas de bagagem, simplificação do processo de devolução ou indenização por extravio de bagagem, atendimento aos usuários do transporte aéreo, dentre outras.
Veja a lista de regras com as principais mudanças.
Antes do voo
Informações sobre a oferta do voo.
A companhia deverá informar de forma resumida e destacada, antes da compra da passagem:
O valor total (preço da passagem mais as taxas) a ser pago em moeda nacional.
Regras de cancelamento e alteração do contrato com eventuais penalidades.
Tempo de escala e conexão e eventual troca de aeroportos.
Regras de franquia de bagagem despachada e o valor a ser pago em caso de excesso de bagagem.
Correção de nome na passagem aérea:
O erro no nome ou sobrenome deverá ser corrigido pela empresa aérea, sem custo, por solicitação do passageiro, se solicitada pelo passageiro até o momento de seu check-in.
No caso de erro no nome em voo internacional interline (prestado por mais de uma empresa aérea), os custos da correção poderão ser repassados ao passageiro.
Quebra contratual e multa por cancelamento.
Proibição de multa superior ao valor da passagem:
A tarifa de embarque e demais taxas aeroportuárias ou internacionais deverão ser integralmente reembolsadas ao passageiro.
Empresa deve oferecer opção de passagem com regras flexíveis, garantindo até 95% de reembolso.
Direito de desistência da compra da passagem:
O passageiro poderá desistir da compra da passagem até 24h depois do recebimento do comprovante da passagem, sem ônus, desde que a compra ocorra com antecedência superior a 7 dias em relação à data do embarque
Alteração programada pela transportadora:
As alterações programadas deverão ser sempre informadas aos passageiros.
Quando a mudança do horário ocorrer com menos de 72 horas do horário do voo ou for superior a 30 minutos (voos domésticos) e a 1 hora (voos internacionais) em relação ao horário inicialmente contratado e caso o passageiro não concorde, a empresa aérea deverá oferecer reacomodação em transportadora congênere, sem ônus, ou reembolso integral.
Se a empresa aérea não avisar a tempo de evitar que o passageiro compareça ao aeroporto, deverá prestar assistência material e reacomodar o passageiro na primeira oportunidade em voo próprio ou de outra empresa.
Franquia de bagagem:
Bagagem despachada: as franquias são liberadas. O passageiro passa a ter liberdade de escolha e mais opções de serviço, conforme sua conveniência e necessidade. A norma não acaba com as franquias de bagagem, mas permitirá que diferentes modelos de negócio (como o das empresas low cost) sejam aplicados no Brasil, no interesse dos passageiros que buscam passagens a menores preços.
Bagagem de mão: franquia aumenta de 5kg no máximo para 10kg no mínimo (observados limites da aeronave e a segurança do transporte)
 Durante o voo
Procedimento para declaração especial de valor de bagagem:
O passageiro deve informar o transportador se carrega na bagagem despachada bens de valor superior a 1.131 DES*. 
(*DES = Direito Especial de Saque. 1 DES = R$ 4,57 (cotação de 12/12/2016 pelo Banco Central)) 
Neste caso, a empresa poderá cobrar valor suplementar ou seguro.
Vedação do cancelamento automático do trecho de retorno:
O não comparecimento do passageiro no primeiro trecho de um voo de ida e volta não ensejará o cancelamento automático do trecho de volta, desde que o passageiro comunique à empresa aérea até o horário originalmente contratado do voo de ida.
Compensação financeira em caso de negativa de embarque/preterição:
A empresa aérea deverá compensar o passageiro que compareceu no horário previsto e teve seu embarque negado.
A empresa aérea deve efetuar, imediatamente, o pagamento de compensação financeira ao passageiro, podendo ser por meio de transferência bancária, voucher ou em espécie, no valor de 250 DES* para voo doméstico e de 500 DES*, no caso de voo internacional, além de outras assistências previstas em norma
Assistência material em caso de atraso e cancelamento de voo (regra inalterada):
A assistência material consiste em: direito a comunicação depois de uma hora de atraso, de alimentação, após duas horas de atraso, bem como as seguintes alternativas, após quatro horas de atraso, à escolha do passageiro: reacomodação, reembolso integral ou execução do serviço por outra modalidade de transporte
O direito de assistência material (comunicação, alimentação e acomodação) não poderá ser suspenso em casos de força maior (como mau tempo que leve ao fechamento do aeroporto) ou caso fortuito
Prazo para reembolso:
Por solicitação do passageiro, o reembolso ou estorno da passagem deve ocorrer em até 7 dias da solicitação. O reembolso também poderá ser feito em créditos para a aquisição de nova passagem aérea, mediante concordância do passageiro.
Depois do voo:
Providências em caso de extravio, dano e violação de bagagem:
Em caso de extravio, o passageiro deve fazer imediatamente o protesto.
O prazo para devolução de bagagem extraviada em voo doméstico foi reduzido de 30 para 7 dias e, em voos internacionais, será de 21 dias.
Caso a empresa aérea não encontre a bagagem no prazo indicado, terá até sete dias para pagar a indenização devida (atualmente não há prazo definido)
No caso de dano ou violação, o passageiro tem até sete dias para fazer o protesto.
A empresa aérea deve reparar o dano ou substituir a bagagem em até sete dias do protesto. Da mesma forma, deve indenizar a violação nos mesmos sete dias.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Vamos, vamos, Chape! Colômbia faz cerimônia em homenagem à Chapecoenses

Riselda Morais



   Vamos, vamos, Chape! Este foi o som que ecoou com mais de 44 mil vozes, durante a reverência histórica feita pelos Colombianos, com o Estádio Atanazio Girardot, em Medellín lotado, com as pessoas vestindo branco, segurando velas e flores. 
No horário que deveria haver a primeira partida de final da Copa Sul-Americana, Medellín mostrou ao mundo a irmandade dos povos no esporte e na vida, dando um exemplo de solidariedade, respeito e carinho.
Muitas faixas com frases como “Vieram para ser campeões, voltaram como lendas”, “Uma nova família nasce” e “futebol não tem fronteiras”, os Chapecoenses, Catarinenses e brasileiros foram homenageados, com coroas de flores no campo, ao som da marcha fúnebre, dos hinos nacionais e com o campo cheio de flores.
A emoção triste fez parte da cerimônia, a dor da perda fez parte do evento que arrancou muitas lágrimas no horário que devia ecoar gritos de alegria se o Chapecó tivesse jogado aquela partida, naquele campo, onde todos os brasileiros eram Chapecó! Hoje o Brasil não tem cor, camisa, time. Hoje todos os brasileiros são Chape!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Tragédia: Avião da LaMia que levava time da Chapecoense cai na Colômbia

Riselda Morais



O avião da LaMia que levava o time da Chapecoense de Santa Cruz de La Sierra na  Bolívia para Medellín na Colômbia, caiu  na madrugada desta quita-feira (29/11) com 81 pessoas a bordo, 75 pessoas morreram e seis sobreviveram. 
O avião caiu entre os municípios de La Ceja e La Unión na Colômbia com 72 passageiros, além dos jogadores do time de futebol da Chapecoense também estavam a bordo 21 jornalistas convidados e 9 pessoas da tripulação.
Entre os sobreviventes estão  Alan Ruschel, Hélio Zampier Neto, Jackson Follmann e uma comissária. O jogador Marcos Danilo Padilha chegou a ser levado para o hospital, mas não sobreviveu. 
O avião pode ter sofrido uma pane elétrica por falta de combustível, as autoridades aguardam a análise da caixa preta para esclarecer o motivo do acidente.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Temer sanciona lei que garante direitos e suspensão de prazos a advogadas grávidas, que tiveram ou adotaram filhos

Riselda Morais

     O presidente Michel Temer sancionou na sexta-feira (25) a Lei 13.363/16, publicada nesta segunda-feira (28) no Diário Oficial da União que  altera o Estatuto da Advocacia e do Código de Processo Civil e inclue a suspensão de prazos processuais, por 30 dias mediante comprovação de sua condição, para as advogadas que derem à luz ou adotarem uma criança, desde que haja notificação por escrito ao cliente e elas sejam as únicas advogadas a responderem pela causa. 
Para se beneficiar basta comprovar a sua condição, apresentar a certidão de nascimento ou documento similar que comprove a realização do parto ou termo comprobatório da adoção.
Representando pouco mais da metade da categoria, o Brasil conta com cerca de 400 mil advogadas, cujos direitos previstos na nova norma são garantidos durante o período de gestação e amamentação. As gestantes ou lactantes estão desobrigadas de passar por detectores de metais e aparelhos de raio-x nas entradas dos tribunais e passam a ter vagas reservadas nas garagens dos fóruns e dos tribunais.
É garantido também acesso a creches ou a local adequado para atendimento das necessidades dos bebês e prioridade na ordem das sustentações orais e audiências diárias.
Os direitos previstos à advogada gestante ou lactante aplicam-se enquanto perdurar, respectivamente, o estado gravídico ou o período de amamentação.
A Lei prevê ainda o período de suspensão  de prazos processuais de oito dias, contados a partir do parto ou da adoção,  quando o advogado se tornar pai e for o único responsável pela causa, mediante comprovação de sua condição, devendo ele, apresentar a certidão de nascimento ou documento similar que comprove que se tornou pai, sendo imprescindível a notificação do cliente.
A aprovação dos benefícios, neste ano, coincide com a proclamação da OAB de que 2016 é o Ano da Mulher Advogada.

sábado, 26 de novembro de 2016

Doria reduz pastas e anuncia secretários e conselheiros que irão compor seu mandato

Riselda Morais



O prefeito eleito João Doria (PSDB) cumpriu uma de suas promessas de campanhas e reduziu de 27 para 22 secretarias para conter gastos da administração municipal. 
Durante entrevista coletiva realizada no prédio da Caixa Econômica Federal na região central, nesta quinta-feira (24), Doria anunciou os seis últimos nomes que farão parte da equipe de secretários que irão compor o seu mandato.
Foram confirmados Alexandre Schneider (PSD) para a Secretaria de Educação; André Sturm para a secretaria de Cultura; Fernando Chucre para a pasta da Habitação; Patrícia Bezerra para a de Direitos Humanos e Cidadania; o Coronel José Roberto Oliveira para a Secretaria de Segurança Urbana e Eliseu Gabriel para Trabalho e Empreendedorismo.
Foram extintas as secretarias de Promoção da Igualdade Racial; de Licenciamentos; de Políticas para as Mulheres e a CGM - Controladoria Geral do Município que investiga denuncias internas de corrupção será incorporada a Secretaria de Negócios Jurídicos.
Os secretários de governo terão a ajuda de conselheiros notáveis, segundo anunciou Doria. O conselheiro da Secretaria de Cultura será o publicitário e diretor de televisão José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni; da secretaria municipal de saúde, será o secretário estadual de saúde, o médico David Uip; o ex-secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame será o conselheiro da Secretaria de Segurança Urbana; da secretaria de Educação será Mozart Neves; de Negócios Jurídicos será o ex-ministro da Justiça José Carlos Dias e da Pessoa com Deficiencia Célia Leão.
        Secretários Municipais que irão compor a equipe de governo do Doria:
- Educação: Alexandre Schneider
- Trabalho e Empreendedorismo: Eliseu Gabriel
- Direitos Humanos e Cidadania: Patricia Bezerra
- Cultura: André Sturm
- Habitação: Fernando Chucre
- Segurança Urbana: Cel. José Roberto Rodrigues
- Esportes: Jorge Damião
- Gestão: Paulo Uebel
- Serviços e Obras: Marcos Penido
- Verde e Meio Ambiente: Gilberto Natalini
- Saúde: Wilson Pollara
- Prefeituras Regionais: Bruno Covas
- Governo: Júlio Semeghini
- Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida: Cid Torquato
- Justiça: Anderson Pomini
- Fazenda: Caio Megale
- Transportes e Mobilidade: Sergio Avelleda
- Desestatização e Parcerias: Wilson Poit
- Desenvolvimento Social: Soninha Francine
- Desenvolvimento Urbano: Heloisa Proença
- Tecnologia e Inovação: Daniel Annemberg
- Relações Internacionais: Julio Serson
- Comunicação, a pasta não possui status de secretaria: Jornalista Fábio Santos
“Transparência e eficiência de gestão são pontos fundamentais naquilo que vamos produzir na Prefeitura de São Paulo”, disse o prefeito eleito João Doria.



Vereadores dão parecer favorável ao PL que cria campanha sobre Síndrome Metabólica

Síndrome Metabólica corresponde a um conjunto de doenças cuja base é a resistência insulínica.

Muito se fala sobre a Síndrome Metabólica mas poucos têm conhecimento do que se trata, no entanto, ela vem aumentando nos últimos anos, já atinge uma grande parte da população e está diretamente relacionada ao surgimento de doenças cardiovasculares com alta mortalidade.
Devido a falta de conhecimento sobre essa síndrome, os vereadores deram parecer favorável ao Projeto de Lei (PL) 451/2014 de autoria da Vereadora Marta Costa (PSD) que cria a campanha de conscientização sobre a Síndrome Metabólica no município de São Paulo. Segundo o PL a campanha será anual, em uma semana específica e deverá ser conduzida pelas secretarias municipais de Saúde e Educação.
O relator do Projeto, vereador Toninho Vespoli (PSOL) ressaltou a importância de conscientizar as pessoas sobre essa síndrome sobre a qual as pessoas quase não falam. “Às vezes, as pessoas podem ter essa doença ou resistência à insulina e não saberem, então, quanto mais informações, mais as pessoas têm propriedade dos sintomas e uma desconfiança do que possa ser esse diagnóstico. Assim ela vai procurar um médico com mais velocidade”, enfatizou Toninho Vespoli (PSOL).
A Síndrome Metabólica é uma doença que quando presente está relacionada a uma mortalidade geral duas vezes maior que na população normal e mortalidade cardiovascular três vezes maior. 
A descoberta foi feita pelo pesquisador Reaven, na década de 80, ele percebeu que doenças como colesterol alto, alterações de glicose e hipertensão estavam associadas à obesidade e todas tinham um elo de ligação comum chamado resistência insulínica.
A insulina é o hormônio responsável por retirar a glicose do sangue e levá-la as células do nosso organismo. Já a resistência insulínica corresponde a dificuldade deste hormônio em exercer essas ações e geralmente está associada a obesidade.
Segundo o consenso brasileiro, uma pessoa pode ser portadora da Síndrome Metabólica quando estão presentes três dos cinco critérios abaixo:
- Glicemia alterada (glicemia 110 mg/dl) ou diagnóstico de Diabetes;
- Triglicerídeos 150 mg/dl;
- HDL colesterol  40 mg/dl em homens e 50 mg/dl em mulheres
- Obesidade central - circunferência da cintura superior a 88 cm na mulher e 102 cm no homem;
- Hipertensão Arterial - pressão arterial sistólica  130 e/ou pressão arterial diastólica  85 mmHg.
A Síndrome Metabólica está associada a um conjunto de fatores de riscos cardiovasculares, por isto é importante procurar um médico para tratamento e manter um estilo de vida saudável, boa alimentação, atividades físicas.
O conhecimento dos fatores de risco e a fisiopatologia da síndrome, assim como a conscientização da população quanto a necessidade de mudança de hábitos, é fundamental  para prevenir doenças, melhorar a qualidade de vida e para que se tenha uma boa política de saúde pública, afinal, com uma prevenção de qualidade os altos gastos na saúde pública podem ser diminuídos e a qualidade de vida aumentada.

Aumenta número de uniões homoafetivas

País registra aumento de 15,7 % , um total de 5.614 uniões entre pessoas do mesmo sexo

Riselda Morais



Aumentou o número de uniões entre pessoas do mesmo sexo, segundo dados da Pesquisa Estatísitcas do Registro Civil 2015 do IBGE, divulgados na quinta-feira (24). Os números apontam que foram registrados 1.131.707 casamentos entre pessoas de sexos opostos e 5.614 casamentos entre pessoas de mesmo sexo.  Os dados apontam um crescimento de 2,7% de uniões legais entre cônjuges de sexos diferentes e um aumento de 15,7% de uniões de pessoas de mesmo sexo no ano passado.
A  região Sudeste registrou o maior número de uniões homoafetivas com 3.077 casamentos; em segundo vem a região Nordeste com 1.047 casamentos; seguidos do Sul 587; Centro-Oeste com 403 uniões e por último a região Norte com 230 uniões homoafetivas.
Ainda segundo a pesquisa nos casamentos entre pessoas de mesmo sexo, a idade média ao contrair a união variou entre 31 e 36 anos entre os homens e de 32 a 34 anos entre as mulheres. Já as uniões civis entre pessoas de sexos opostos apresentam uma diferença de 3 anos, tendo uma idade média de  27 anos para as mulheres e 30 anos para os homens.
Em 2013, o Conselho Nacional de Justiça – CNJ - aprovou a Resolução 175, que determina a todos os cartórios de títulos e documentos no território brasileiro a habilitar ou celebrar casamento civil ou, até mesmo, de converter união estável em casamento entre pessoas de mesmo sexo. As uniões civis entre cônjuges do mesmo sexo em 2013 aumentaram 51,7%”.